China publica regras para agilizar investimento em títulos estrangeiros


Da Reuters
02 de setembro de 2020 às 10:30
bolsa shenzhen
Foto: Bobby Yip/Chinext/Reuters

A China publicou um esboço de regras nesta quarta-feira (2) com o objetivo de facilitar o acesso estrangeiro ao segundo maior mercado de títulos do mundo, potencialmente aumentando a força do iuan.

Os procedimentos de inscrição para investidores em títulos estrangeiros serão simplificados e as regras para vários canais de investimento unificadas, disseram em um comunicado conjunto o Banco Central da China, o regulador cambial e o órgão fiscalizador de valores mobiliários do país.

Leia também:
Walmart se junta à Microsoft para tentar comprar o TikTok
Guerra Fria 2.0: o que o caso TikTok diz sobre a nova relação entre China e EUA

As mudanças vêm antes de uma decisão em 24 de setembro da FTSE Russell sobre a inclusão de títulos do governo chinês em seu índice de títulos de referência.

Estas regras têm como objetivo "tornar mais fácil para os investidores institucionais estrangeiros alocar ativos em títulos denominados em iuanes", disse o Banco do Povo da China em seu site.

Pequim tem acelerado a abertura de seus mercados de capitais em meio a tensões crescentes com Washington em áreas como comércio, tecnologia e mercados de capitais.

Atraídos pelos rendimentos da China e por uma economia em recuperação da crise do coronavírus, os investidores estrangeiros têm aumentado as compras de títulos chineses nos últimos meses.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook