IPO da Petz precifica ação a R$ 13,75 e movimenta R$ 3 bilhões

Preço ficou dentro da faixa estimativa, que era de R$ 12,25 a R$ 15,2 por papel

Carolina Mandl, da Reuters
09 de setembro de 2020 às 21:32

Sérgio Zimerman, presidente da Petz

Foto: Petz/Divulgação

A rede de produtos para animais Petz, controlada pela empresa de private equity Warburg Pincus, movimentou R$ 3,03 bilhões em suas oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) nesta quarta-feira.

A operação foi precificada a R$ 13,75 por ação, dentro da faixa estimativa de preço para o IPO era entre R$ 12,25 e R$ 15,25.

Leia também: 
Mercado 'bom pra cachorro': setor pet resiste à pandemia da Covid-19
Assaí fora do GPA? Pão de Açúcar aprova cisão e pedido de IPO para o atacarejo

A Petz planeja usar os recursos da oferta primária para abrir novas lojas e hospitais veterinários. Atualmente a empresa tem 110 lojas.

Itaú BBA, Santander Brasil, Bank of America, JPMorgan e BTG Pactual coordenam a oferta.

Apesar da crise do coronavírus, as vendas da Petz aumentaram 36,6% no primeiro semestre antem mesma etapa de 2019, a R$ 731,6 milhões, com a abertura de novas lojas e o aumento das vendas online.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook