Renegociação de aluguéis comerciais caiu para 7% dos imóveis em SP


Da CNN
10 de setembro de 2020 às 12:52

Também afetado pela pandemia, o setor de aluguel de imóveis comerciais está dando sinais de recuperação. A renegociação de contratos de locação, que já chegou a 66% dos imóveis no início da pandemia, caiu para 7% no mês de agosto. Os dados são da Associação das Administradoras de Bens Imóveis e Condomínios de São Paulo (AABIC).

Leia e assista também:

Housi, plataforma de aluguel de imóves da Vitacon, pede registro de IPO
Preço médio do aluguel cai em julho; conheça os bairros mais caros por capital
Localiza retoma nível pré-crise de aluguel de carros, mas vê lucro cair 53%

Blitz da prefeitura fecha comércio no centro de Limeira, no interior de SP

Blitz da prefeitura fecha comércio no centro de Limeira, no interior de São Paulo

Foto: CNN (25.jun.2020)

Os comerciantes que tiveram sucesso na renegociação do aluguel tiveram desconto de 10% a 50% no valor. De acordo com a associação, essa melhora reflete o cenário de retomada da economia para muitos setores.

Uma pedquisa da Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) ainda revelou que, no primeiro semestre deste ano, houve aumento, em média, de 1% no valor dos aluguéis de estabelecimentos comerciais no estado de SP.  Na capital paulista, os locais com pontos mais caros são Cidade Jardim, Vila Madalena e Itaim Bibi.

(Edição: Leonardo Lellis)