Metalúrgicos aprovam proposta da Volkswagen para redução de funcionários


Raquel Landim
Por Raquel Landim, CNN  
15 de setembro de 2020 às 20:26
Fábrica da Volkswagen

Trabalhador em fábrica da Volkwagen: montadora pode reduzir em até 35% no Brasil

Foto: Volkswagen/Divulgação

Em assembleia realizada presencialmente hoje (15), os trabalhadores aprovaram a proposta acertada entre a Volkswagen e o sindicato dos Metalúrgicos do ABC para um programa de demissões voluntárias (PDV).

A empresa não divulgou uma meta para as demissões, mas no início das negociações chegou a falar em corte de 35% de seu efetivo nas quatro plantas no Brasil, o que significaria 5,5 mil pessoas.

Leia também:
GM avalia entrar no mercado de 'carros voadores', dizem fontes
Construção civil enfrenta alta de preços e também quer taxa de importação zerada

O PDV é considerado agressivo para aumentar as adesões. Serão pagos 20 salários a mais além do usual para quem aderir numa primeira fase e 10 salários mais na segunda etapa.

Os trabalhadores que permanecerem terão cinco anos de estabilidade. O pacote também inclui praticamente abrirem mão de reajustes por dois anos.

As vendas de veículos caíram significativamente por causa da pandemia do novo coronavírus. Segundo a Anfavea, associação que reúne as montadoras, o setor já cortou 3,7 mil postos de trabalho desde dezembro de 2019

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook