Mercado doméstico deve se recuperar em 12 meses, diz associação aérea

Presidente da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEA), Eduardo Sanovicz, afirma que companhias já operam em 80% dos aeroportos pré-crise

Da CNN, em São Paulo
26 de setembro de 2020 às 00:00 | Atualizado 26 de setembro de 2020 às 06:05

Aos poucos o setor aéreo vai retomando suas atividades. Se o índice de voos diários no Brasil antes da Covid-19 era de aproximadamente 2400 diários, atualmente este número é de 960, número muito maior do que os menos de 200 voos por dia no país em abril, durante o auge das medidas de isolamento social.

Em entrevista para a CNN nesta sexta-feira (25), o presidente da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEA), Eduardo Sanovicz, afirmou que a tendência é de melhora até o final deste ano, especialmente no cenário interno.

Leia também

Busca por voos segue baixa; Azul passa Latam e empata com a Gol, diz Anac

Governo libera entrada de estrangeiros em todos aeroportos do Brasil

Presidente da Associação Brasileira das Empresas Aéreas, Eduardo Sanovicz (25.set.2020)
Foto: CNN Brasil

“A boa notícia é que estamos atendendo 80% dos aeroportos pré crise, até o final deste ano o número vai ser acima dos 90%. Nossa avaliação é que o mercado doméstico deve se recuperar em 12 meses, até agosto e setembro de 2021.”

Já em relação ao mercado internacional, Sanovicz vê um cenário bem mais complicado. “Estudos apontam para uma recuperação de até quatro anos para a retomada de toda a malha internacional.”

(Edição de Diego Freire)