Anima oferece mais e Laureate desiste de negócio com a Ser, que vai à Justiça


Do CNN Brasil Business, em São Paulo
21 de outubro de 2020 às 12:07
Universidade Anhembi Morumbi

Universidade Anhembi Morumbi, da Laureate: empresa é objeto de disputa no setor de educação

Foto: Laureate/Divulgação

O Grupo Ser Educacional (SEER3) estava confiante na compra da concorrente americana Laureate, dono de universidades como FMU e Anhembi Morumbi. Mas parece que foi passada para trás.

Nesta quarta-feira (21), a Laureate informou que recebeu uma proposta mais vantajosa da Anima (ANIM3), dona de bandeiras como São Judas e HSM. De acordo com a Laureate, o montante foi R$ 500 milhões acima da proposta da Ser.

A proposta da Ser, realizada no dia 14 de setembro, contemplava a compra de 100% operação da Laureate. A Ser Educacional pagaria R$ 1,7 bilhão em dinheiro, além de assumir uma dívida líquida de R$ 623 milhões. Para completar, a Laureate receberia ações da nova companhia no valor de cerca de R$ 2 bilhões.

Leia também:
Dona da loja de móveis e decoração Tok&Stok pede registro para IPO
Ações da Qualicorp disparam após Rede D'Or planejar aumentar participação

A Ser, no entanto, não deve desistir tão fácil do negócio. Em comunicado, a companhia fundada pelo empresário Janguiê Diniz afirmou que vai à Justiça “em razão de divergência com a Laureate em relação ao válido exercício do direito de go-shop”. O “go-shop” permitia que a Laureate buscasse, até o dia 13 de outubro, uma proposta mais vantajosa aos seus acionistas.

“O Grupo Ser entrou com pedido de tutela cautelar e obteve decisão liminar favorável, mantendo o contrato válido e eficaz”, terminou a empresa, em comunicado.

A Laureate, contudo, afirmou que vai pagar os R$ 180 milhões de multa rescisória estipulada em contrato. Ainda completou que a proposta da Anima pode ter R$ 200 milhões a mais caso algumas métricas sejam alcançadas. Com tudo isso, as negociações com a Ser Educacional estão encerradas, segundo o grupo americano.

Com o negócio, a Ser pretendia brigar de "igual para a igual" com as concorrentes Cogna (COGN3) e Yduqs (YDUQ3). “Isso vai trazer uma escala para a Ser Educacional brigar em pé de igualdade com as maiores empresas do setor”, afirmou Diniz ao CNN Business em setembro.

Nesta quarta-feira, por volta do 12h, as ações da Ser caíam mais de 3,5%, enquanto os papéis da Anima tinham uma leve alta de 0,3%.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook