Índices da China têm leve recuo com pressão de veículos elétricos e tecnologia

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, teve variação negativa de 0,01%, enquanto o índice de Xangai teve queda 0,09%

Da Reuters
21 de outubro de 2020 às 08:02
Montadora de carros elétricos NiO
Foto: Divulgação/Nio

As ações da China fecharam em queda nesta quarta-feira (21), pressionadas pela realização de lucros em ações de veículos movidos a energia renovável e empresas de tecnologia devido a suas altas valorizações, enquanto a confiança na recuperação econômica do país diante da pandemia de Covid-19 limitou as perdas.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, teve variação negativa de 0,01%, enquanto o índice de Xangai teve queda 0,09%.

Leia também:
Suécia proíbe equipamentos 5G da Huawei e China estuda retaliação
GM revela Hummer 100% elétrico e fãs esperam que modelo resgate a marca

Já o subíndice do setor financeiro avançou 0,92%, o de consumo teve queda de 0,08% e o setor imobiliário subiu 0,27%, enquanto o subíndice de saúde recuou 0,07%.

Puxando o mercado para baixo, o subíndice para fabricantes e fornecedores de veículos de energia renovável caiu 2,29%, enquanto o subíndice de tecnologia da informação perdeu 1,99%.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG <.HSI> subiu 0,75%, a 24.754 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC <.SSEC> perdeu 0,09%, a 3.325 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,01%, a 4.792 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 0,53%, a 2.370 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,12%, a 12.877 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,12%, a 2.525 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,12%, a 6.191 pontos.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook