Acabou a novela? Acionistas da Linx aprovam oferta da Stone

A StoneCo aumentou sua oferta esta tarde e propôs pagar aproximadamente R$ 6,8 bilhões pela Linx

Carolina Mandl
17 de novembro de 2020 às 20:54 | Atualizado 17 de novembro de 2020 às 20:54
Pagamento em cartão: Linx deve ser mesmo da Stone
Foto: Paulo Whitaker/Reuters

Acionistas da Linx (LINX3) aprovaram nesta terça-feira a oferta de aquisição proposta pela processadora de cartões StoneCo, afirmou a companhia em fato relevante ao mercado.

A StoneCo aumentou sua oferta esta tarde e propôs pagar R$ 33,56 mais 0,0126774 ação classe A da empresa por ação da Linx, em um negócio de aproximadamente R$ 6,8 bilhões.

Leia também:
Acionistas decidem destino da Linx nesta terça. Totvs ainda tem chances?
Pix vai consolidar a relação que temos com os clientes, diz presidente da Stone

A aquisição deve transformar a StoneCo em uma provedora integrada de software e pagamentos em um momento em que novos rivais e novas tecnologias - como a plataforma de pagamentos instantâneos Pix, lançada esta semana pelo Banco Central - estão transformando a indústria de pagamentos no Brasil.

Se concluído, o negócio tornará a Linx uma nova unidade de negócios de software da Stone, comandada por executivos de ambas as empresas. A operação depende de aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

O presidente da Stone, Thiago Piau, afirmou que tem confiança que o negócio com a Linx será aprovado pelo Cade e que a análise deve demorar três a seis meses. Segundo Piau, a Stone pretende oferecer aos clientes preços menores já que serviços de pagamentos da empresa e de software da Linx serão integrados.

Piau afirmou ainda que a companhia segue focada em empresas pequenas e médias e que continua avaliando oportunidades de novas aquisições.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook