Brics são construção política, longe de ser um bloco comercial, diz economista

Marcos Jank, economista especialista em energia e agronegócio diz que ao contrário dos Brics, o novo acordo asiático, RCEP, é um bloco comercial

Da CNN, em São Paulo
18 de novembro de 2020 às 00:01


Apesar da realização da cúpula dos Brics nesta semana, o maior encontro entre países da semana ocorreu na Ásia, com a assinatura da Parceria Econômica Regional Abrangente (RCEP, na sigla em inglês), que forma um bloco econômico entre 15 países da Ásia além de Austrália e Nova Zelândia.

Para analisar e comparar os dois eventos a CNN entrevistou Marcos Jank, economista especialista em energia e agronegócio, que vê o bloco composto por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul é apenas uma construção política, ao contrário do robusto RCEP.

Leia também

Reformas serão discutidas após eleições municipais, diz líder do governo

Nossa agenda visa a consolidação fiscal para o ano que vem, diz Adolfo Sachsida

Estados Unidos anunciam retirada de parte de militares no Iraque e Afeganistão

“Acordo asiático capitaneado pela China é muito mais importante que os Brics. Eles estão consolidando cadeias de valor e comércio de um terço do PIB mundial, um terço do comércio mundial e um terço da população mundial. A Ásia decola e deixa todo mundo para trás,” disse Jank.

“O Brics são muito mais uma construção política. Países se encontram e tentam chegar a acordos em comum mas está longe de ser um bloco comercial.”

 

(Publicado por Sinara Peixoto)