Por que a Tesla, 1ª montadora elétrica, já vale mais do que GM, Ford e Toyota?

Empresa de Elon Musk já disparou 562% no ano e investidores enxergam espaço para mais, mesmo a empresa vendendo muito carros do que grandes concorrentes

Marcia Tojal, colaboração para o CNN Brasil Business, no Rio de Janeiro
24 de novembro de 2020 às 21:01 | Atualizado 24 de novembro de 2020 às 22:35
Foto: Reuters/Kim Hong-Ji

A Tesla pode ser considerada uma novata na indústria automotiva. E, de fato, é. Mas, especialmente nos últimos meses, a empresa tem causado grande furor no mercado. Isso por que a companhia, fundada pelo excêntrico bilionário Elon Musk, atingiu um valor de US$ 526 bilhões.

Esse valor a fez ser a companhia do setor mais valiosa do mundo e com sobras: ela vale o equivalente a Ford, General Motors e Toyota somadas. Esse otimismo todo faz sentido?

Leia também:
Quem é Elon Musk e por que você precisa saber disso?
Elon Musk ultrapassa Bill Gates e se torna o segundo mais rico do mundo

Há alguns motivos que ajudam a explicar isso. O anúncio de sua entrada no S&P 500, principal índice do mercado de ações dos Estados Unidos, foi um deles (especialmente nos últimos dias). Isso acontece porque grandes fundos de investimentos do mundo só podem investir em empresas que fazem parte desse índice.

Porém, há alguns pontos de atenção. Apenas recentemente a Tesla começou a ter lucro – o prejuízo recorrente é um fator comum em empresas de tecnologia (o que começa a mudar, até mesmo por pressões de investidores).

Além disso, especialistas estimam que a ela chegue a vender um milhão de carros elétricos em 2023. Se comparado com a Toyota, que espera vender cerca de 9 milhões carros só neste ano, parece pouco.

No entanto, a expectativa de uma mudança total do mercado automotivo é o norte dos investidores. Com diversos países ao redor do mundo já anunciando o banimento de carros movidos à combustão, especialmente em mercados maduros como os da Europa, muitos enxergam a Tesla na frente desta corrida.

Afinal, a montadora tem o diferencial de ser a primeira grande montadora 100% elétrica do mundo. E isso é refletido no preço das ações.

Na segunda-feira (23), as ações da Tesla subiram 7,85%. Nesta terça-feira (24), uma nova alta robusta: 6,4%.  No ano de 2020, suas ações subiram 564%, o que fez o seu fundador se tornar a segunda pessoa mais rica do mundo, com US$ 128 bilhões.

No ranking de bilionários da Bloomberg, Musk, com US$ 128 bilhões, fica atrás apenas de Jeff Bezos, fundador da Amazon, e que tem uma fortuna estimada em US$ 182 bilhões, quase o Produto Interno Bruto (PIB) do Qatar, de US$ 183,5 bilhões. Musk, por sua vez, tem uma fortuna maior do que o PIB de países como Bolívia e Costa Rica.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook