Aneel define bandeira vermelha e conta de luz ficará mais cara em dezembro


Anna Satie, da CNN em São Paulo
30 de novembro de 2020 às 21:10 | Atualizado 30 de novembro de 2020 às 22:02

 

A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) comunicou nesta segunda-feira (30) que a conta de luz do mês de dezembro terá bandeira vermelha 2. 

Isso significa que, a partir desta terça (1º), cada 100 quilowatts-hora consumidos custarão R$ 6,243 —o preço mais alto que a unidade pode ter. 

Veja também:

Governo aumenta IOF para cobrir isenção de conta de luz no Amapá

Abertura de Mercado: com seca, governo liga mais termoelétricas e conta de luz pode subir

Torres de distribuição de energia
Torres de distribuição de energia
Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil


Em maio deste ano, a agência havia definido que a bandeira verde seria acionada até o fim de 2020 por conta da pandemia do novo coronavírus. No entanto, em reunião extraordinária, eles decidiram que a queda no nível de armazenamento dos reservatórios das usinas hidrelétricas e a retomada do consumo de energia justificavam o aumento. 

"Com o anúncio da bandeira vermelha patamar 2 é importante que os consumidores busquem evitar o desperdício de água e energia”, disse o diretor-geral da Aneel, André Pepitone, ao portal da agência.