BRF pretende faturar R$ 100 bilhões até 2030

Empresa de alimentos é uma das maiores do mundo

da CNN, em São Paulo
08 de dezembro de 2020 às 15:53


Uma das maiores companhias de alimentos do mundo, a BRF, divulgou nesta terça-feira (8) em um evento corporativo em São Paulo os planos de crescimento para os próximos dez anos. A ideia da empresa é alcançar uma receita líquida de R$ 100 bilhões até 2030.

Para alcançar o resultado, a BRF pretende focar no desenvolvimento de alguns produtos e fortalecer a participação em alguns mercados. 

Assista e leia também:

BRF faz previsão de receita de R$ 65 bi entre 2021 e 2023; ações disparam

BRF diz que fábrica no RS recebeu permissão para exportar suínos para China

BRF lucra acima do esperado e vê receita aumentar 17,5%

Logo da BRF
BRF
Foto: Rodolfo Buhrer/Reuters


“Cada vez mais a população quer praticidade, sabor e qualidade. Então, esse é um mercado que tende a crescer muito e nós, com as marcas Sadia, Perdigão e Qualy, vamos e tendemos a liderar essa transformação”, disse Lorival Luz, CEO da empresa.

A sustentabilidade também está entre as preocupações da BRF para os próximos anos. Além do bem-estar animal, a empresa pretende incentivar a redução do consumo de água e a reutilização de embalagens.