IPCA de novembro sobe 0,89% e atinge 4,31% em 12 meses, acima do centro da meta

A taxa acumulada no ano ficou em 3,13%, sendo que o centro da meta para 2020 é 4%, com margem de tolerância de 1,5 ponto percentual. Ou seja, entre 2,5% e 5,5%

Natália Flach, do CNN Brasil Business*
08 de dezembro de 2020 às 09:21 | Atualizado 08 de dezembro de 2020 às 10:10

 

A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) fechou novembro com alta de 0,89%, ante um avanço de 0,86% em outubro, informou nesta terça-feira (8) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O resultado ficou acima do intervalo das estimativas dos analistas ouvidos pelo Projeções Broadcast, que previam uma alta entre 0,70% e 0,85%, com mediana positiva de 0,78%.

Leia também:
Dólar perde força no mundo e pode cair ainda mais em 2021
Exportação de carne bovina do Brasil tem maior volume do ano em novembro

Mulher escolhe produtos em supermercado em São Paulo
Mulher escolhe produtos em supermercado em São Paulo
Foto: CNN (14.set.2020)


 A taxa acumulada pela inflação no ano ficou em 3,13%.

Em 12 meses, o resultado foi de 4,31%, dentro das projeções dos analistas, que iam de 4,06% a 4,88%, com mediana de 4,19%. Com isso, a inflação supera o centro da meta estabelecido pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) para 2020 de 4%, com margem de tolerância de 1,5 ponto percentual. Ou seja, pode variar de 2,5% a 5,5%. 

*Com Estadão Conteúdo

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook