Lojas usam 'robô cambista' para comprar produtos em massa e revender mais caro

Playstation 5 foi um dos produtos mais comprados por lojas de comércio eletrônico, que tentam lucrar colocando-os à venda bem mais caro

Da CNN, em São Paulo
10 de dezembro de 2020 às 13:23 | Atualizado 10 de dezembro de 2020 às 14:37


O uso de robôs para fazer compras online existe há pelo menos 10 anos nos Estados Unidos, mas aumentou consideravelmente nos últimos meses --em parte por conta do lançamento de vários consoles, como o Playstation 5 e o XBox Series X.

Só na rede Walmart, os robôs tentaram comprar 20 milhões de vezes nos primeiros 30 minutos de venda do PS5. Donos de lojas de comércio eletrônico estão por trás da ação, para revenderem os videogames mais caros.

Leia também
Está difícil encontrar o PlayStation 5 e o Xbox Series X. Pode não ser por acaso
Lojas ficam sem estoque e internautas vendem PlayStation 5 por até R$ 15 mil
PS5 some das prateleiras e Walmart e varejistas lutam para enfrentar "bots"

Como a lei americana só proíbe o uso de robôs para a compra de ingressos de shows e espetáculos, função para a qual eram usados inicialmente, a prática - conhecida como "scalper bot" ("robô cambista", em português) - segue acontecendo. No início da pandemia, eles também foram utilizados para a compra de papel higiênico, desinfetante e até tênis.