FedEx tem salto no lucro com maior volume de entregas e taxas adicionais

Analistas esperavam lucro de US$ 4,01 por ação e receita de US$ 19,5 bilhões

Lisa Baertlein, da Reuters
18 de dezembro de 2020 às 11:04
Caminhão de entrega da FedEx
Foto: Irina Babina / Unsplash

A FedEx disse na quinta-feira que seu lucro trimestral quase dobrou depois que os aumentos nas taxas e o aumento do volume de entregas ajudaram a reduzir o custo do transporte de encomendas de comércio eletrônico.

O lucro líquido ajustado do segundo trimestre fiscal da FedEx saltou para US$ 1,30 bilhão, ou US$ 4,83 por ação, de 660 milhões, ou US$ 2,51 por ação, um ano antes. A receita cresceu 19%, para US$ 20,6 bilhões.

Leia também:
Pix: 58% dos empreendedores estão prontos para receber pagamentos, diz pesquisa
De R$ 13 a R$ 272 mil: quais são os IPVAs mais baratos e mais caros de São Paulo

Analistas esperavam lucro de US$ 4,01 por ação e receita de US$ 19,5 bilhões, de acordo com dados da Refinitiv.

A FedEx e a rival UPS adicionaram uma variedade de sobretaxas e aumentaram os preços para proteger o lucro enquanto lidam com volumes sem precedentes de encomendas durante a pandemia, além do pico tradicional na temporada de fim de ano.

O volume médio diário de pacotes da FedEx Ground, que conta com o Walmart entre seus principais clientes de varejo online, saltou 29%, para 12,3 milhões, durante o trimestre encerrado em 30 de novembro. A receita por pacote aumentou 7% para US$ 9,42.

"Embora o ambiente geral permaneça incerto, esperamos um crescimento dos lucros na segunda metade do ano fiscal de 2021, impulsionado pela alta demanda antecipada por nossos serviços", disse o vice-presidente financeiro da FedEx, Michael Lenz, em comunicado.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook