Fiat Chrysler e PSA recebem sinal verde da UE para fusão de US$38 bi

A aprovação ocorreu mediante acordo para que a PSA amplie uma parceria com a Toyota

da Reuters
21 de dezembro de 2020 às 11:17 | Atualizado 21 de dezembro de 2020 às 11:34
Jeep Renegade, da Fiat Chrysler (FCA)
Foto: Divulgação/FCA

A Fiat Chrysler e a PSA receberam nesta segunda-feira (21), aprovação da União Europeia para avançarem em uma fusão de 38 bilhões de dólares que criará a quarta maior montadora de veículos do mundo.

A aprovação ocorreu mediante acordo para que a PSA amplie uma parceria com a Toyota envolvendo vans pequenas por meio de aumento de capacidade para a montadora japonesa e redução de preços de transferência de veículos, peças e acessórios produzidos.

Leia também: 

Magazine Luiza compra fintech de pagamentos por R$290 mi
É tarde demais para investir na Tesla? Empresa entrará no S&P 500 após ascensão
Réveillon em NY: Airbnb terá hospedagem em domo de vidro no alto da Times Square

Fiat e PSA também terão que permitir que rivais acessem suas redes de manutenção de vans para ajudar novos entrantes a ampliar sua presença no mercado, afirmou a UE.

A nova empresa a ser criada a partir da fusão se chamará Stellantis e terá marcas como Fiat, Jeep, Dodge, Ram e Maserati e também Peugeot, Citroen, Opel e DS.

Os acionistas de ambos os grupos vão se reunir separadamente em 4 de janeiro para aprovar a operação. A conclusão da fusão deve ocorrer até o final do primeiro trimestre.

 

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook