Campos Neto destaca recuperação desigual entre setores e países no mundo

Na China, por exemplo, o consumo, a produção e o investimento privado ainda estão e níveis abaixo dos do pré-crise, destacou o presidente do BC

Isabel Versiani, da Reuters
12 de janeiro de 2021 às 16:34
O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto (19.dez.2019)
Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, destacou nesta terça-feira que a recuperação da atividade econômica segue ocorrendo de forma desigual entre países e setores no mundo.

Em apresentação durante evento fechado à imprensa do banco Santander, Campos Neto notou que, nos Estados Unidos, apesar do forte crescimento verificado no terceiro trimestre de 2020, o emprego permanece em níveis abaixo dos vigentes antes da crise, com alta das demissões.

Leia também:
Quatro montadoras chinesas são candidatas a comprar fábrica da Ford em Camaçari
Inflação de 2020 foi melhor que previsão anterior, diz diretor do BC
PayPal bloqueia site que financiou evento que terminou em invasão ao Capitólio

Já na China, o consumo, a produção e o investimento privado ainda estão e níveis abaixo dos do pré-crise, destacou o presidente do BC.

Sobre inflação, Campos Neto chamou atenção para a pressão disseminada da inflação de alimentos em mercados emergentes, ainda que tenha ressaltado que, na maioria desses países, a inflação de alimentos e de serviços está mais baixa no período recente.

O comércio global está se recuperando a passo acelerado após ter sofrido retração similar à observada na crise financeira global de 2008, pontuou Campos Neto na apresentação.