Governo do Rio de Janeiro conversa com montadoras para evitar demissões

O governador terá encontros com todas as marcas que produzem no Rio até o final da próxima semana para antecipar problemas

Da CNN, em São Paulo
15 de janeiro de 2021 às 19:57 | Atualizado 15 de janeiro de 2021 às 19:57


 

Após o fechamento de fábricas da Ford no Brasil, que causou a demissão de 5 mil pessoas, o governo do Rio de Janeiro pretende conversar com as seis montadoras com fábricas sediadas no estado para evitar esta situação.

A indústria automotiva no Rio de Janeiro atualmente emprega 8 mil pessoas. Por conta disso, Cláudio Castro (PSC), governador em exercício do Rio de Janeiro, pediu para a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico que se antecipe a possíveis problemas.

 

O governador terá encontros com todas as marcas que produzem no Rio até o final da próxima semana. Castro já teve reunião com a Jaguar/ Land Rover e obteve retorno positivo. A montadora disse ter planos de investir R$ 19 milhões no estado.

Já a PSA, que controla as marcas Peugeot e Citroen, reclamou da carga tributária brasileira, que segundo eles afeta o processo logístico e a cadeia de produção e pediu por reforma tributária para crescer.

(Publicado por Amauri Arrais)