Petrobras tem aval para importar gás da Bolívia em regime extraordinário

A autorização, válida até 28 de fevereiro e publicada no Diário Oficial desta terça-feira (19), é para volume total de até 5,08 milhões de metros cúbicos

Luciano Costa, da Reuters
19 de janeiro de 2021 às 11:03
Sede da Petrobras. Estatal brasileira afirma que está monitorando os preços do petróleo e suas ações têm queda de quase 24%
Foto: Sérgio Moraes/Reuters (09.Mar.2020)

O Ministério de Minas e Energia autorizou a estatal Petrobras a realizar importações de gás natural da Bolívia com transporte pelo gasoduto Bolívia-Brasil, em regime extraordinário.

A autorização, válida até 28 de fevereiro e publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (19), é para volume total de até 5,08 milhões de metros cúbicos por dia, em regime interruptível, sendo que as importações miram atender demanda do mercado termelétrico.

Uma autorização anterior da Petrobras para as importações de gás boliviano tinha validade até o final de 2020. O aval permitia compras de até 10,08 milhões de metros cúbicos por dia, com possibilidade de até 1 milhão de metros cúbicos adicionais diários para uso no sistema de transporte.

A nova permissão para as operações também envolve possibilidade de importação adicional de até 1 milhão de metros cúbicos/doa para uso no sistema de transporte.

O local de entrega do energético será a fronteira com a Bolívia, no Mato Grosso do Sul, próximo à cidade de Corumbá.