Amazon dá pistas de que pode entrar no mundo de pagamentos com moedas digitais

Gigante varejista está montando uma equipe para um projeto no México para que os clientes convertam seu dinheiro em moeda digital usando os serviços online

Natália Flach, do CNN Brasil Business, em São Paulo
11 de fevereiro de 2021 às 11:15 | Atualizado 11 de fevereiro de 2021 às 11:18
Amazon
Foto: Reuters/Abhishek N. Chinnappa

 

Uma vaga de emprego. Foi o que bastou para começar o burburinho de que a gigante Amazon pode estar se preparando para entrar no mundo das moedas digitais. O motivo é o cargo do profissional que a varejista está em busca: gerente de desenvolvimento de software para pagamentos emergentes e digitais. 

O nome pomposo é seguido por uma explicação: "estamos formando uma equipe de tecnologia para criar produtos de pagamento inovadores e procuramos um líder para nos ajudar a lançar um produto de pagamento no México, onde a inovação será testada inicialmente".

 

Segundo a Amazon, este produto permitirá que os clientes convertam seu dinheiro em moeda digital usando os serviços online, incluindo compras de mercadorias e / ou serviços como Prime Video.

As primeiras suspeitas de que a Amazon poderia enveredar pelo mundo das criptomoedas apareceram em 2017, quando a varejista comprou quatro domínios – amazonethereum.com, amazoncryptocurrencies.com, amazoncryptocurrency.com e amazonbitcoin.com, segundo o site livecoins.

Depois, quando o Facebook divulgou o desenvolvimento de sua própria moeda, a libra, que depois foi rebatizada de diem, especialistas disseram que a Amazon poderia fazer o mesmo.

Fato é que grandes companhias estão cada vez mais aderindo ao mundo das moedas digitais. Nesta semana, a Tesla divulgou que comprou o equivalente a US$ 1,5 bilhão em bitcoins e estuda aceitar o criptoativo como meio de pagamento.

Com isso, o bitcoin chegou a bater novo recorde ao ser negociado em US$ 48,2 mil.

Resta aguardar o que essa nova equipe de desenvolvedores da Amazon vai lançar no projeto-piloto no México.