Juros do cartão avançam pelo quarto mês e alcançam 329%

A taxa para o cheque especial também subiu no primeiro mês do ano, para 119,6%, ante 115,6% em dezembro

Anna Russi, do CNN Brasil Business, em Brasília
25 de fevereiro de 2021 às 13:11
Cartão de crédito
Compra com cartão de crédito: juros subiram ainda mais em janeiro
Foto: Mark OFlynn / Unsplash

Com a retomada da atividade econômica, os juros rotativos do cartão de crédito avançaram pelo quarto mês seguido, alcançando 329,3% ao ano em janeiro. Modalidade mais cara do mercado de crédito, o rotativo é quando o cliente não paga o valor integral da fatura até a data de vencimento.

Os números são da Nota Monetária de Crédito, divulgada nesta quinta-feira (25) pelo Banco Central (BC). 

A taxa para o cheque especial também subiu no primeiro mês do ano, para 119,6%, ante 115,6% em dezembro. Desde 2020, a modalidade não pode ultrapassar o teto de 8% ao mês, equivalente à 151,8% ao ano, imposto pelo Banco Central. 

Já a taxa do crédito consignado subiu para 18,9% em janeiro, ante 18,6% em dezembro. Por ter desconto na folha de pagamento do funcionário ou da aposentadoria, o crédito consignado é a modalidade mais barata do mercado, já que tem menos risco de inadimplência. 

Os juros médios do sistema financeiro alcançaram o maior patamar desde maio de  2020, a 28,4% ao ano. O resultado é consequência das altas nas taxas para empresas e pessoas físicas, que em janeiro ficaram em 39,4% ao ano e 15,2% ao ano, respectivamente.