Reino Unido pede atualização urgente após ataque hacker em e-mail da Microsoft

Alertas semelhantes ao emitido pelo NCSC foram feitos nos Estados Unidos e na Europa, envolvendo o sistema de email Exchange, da Microsoft

Por Paul Sandle, da Reuters
12 de março de 2021 às 19:03
Prédio da Microsoft
Prédio da Microsoft em Vancouver, Canadá
Foto: Matthew Manuel/Unsplash

O órgão de segurança digital do Reino Unido defendeu nesta sexta-feira (12) que organizações instalem as últimas atualizações de software da Microsoft em regime de urgência, depois de um ataque hacker que comprometeu o sistema de email fornecido pela companhia.

"Estamos trabalhando de perto com parceiros da indústria e internacionais para entender a escala e o impacto, mas é vital que todas as organizações protejam de imediato suas redes", disse Paul Chichester, diretor de operações do Centro Nacional de Cibersegurança (NCSC) do Reino Unido. "A ação mais importante é instalar as últimas atualizações da Microsoft."

Alertas semelhantes ao emitido pelo NCSC foram feitos nos Estados Unidos e na Europa, envolvendo o sistema de email Exchange, da Microsoft.

O número de servidores potencialmente vulneráveis no Reino Unido é de cerca de 7 mil a 8 mil, afirmou o NCSC, dos quais cerca de metade foram atualizados para as correções mais recentes da Microsoft.

A atualização, liberada pela Microsoft no início do mês, repara a vulnerabilidade, mas não resolve o problema criado por qualquer malware que já tenha sido instalado.