Bolsas da Ásia fecham em queda, de olho em decisão monetária nos EUA

Sergio Caldas, do Estadão Conteúdo
17 de março de 2021 às 08:17
bolsa, ásia
Foto: Thomas Peter/Reuters

As bolsas da Ásia e do Pacífico fecharam majoritariamente em leve baixa nesta quarta-feira (17), com investidores demonstrando cautela antes da decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), que será anunciada hoje.

O índice acionário japonês Nikkei teve queda apenas marginal em Tóquio nesta quarta, de 0,02%, a 29.914,33 pontos, assim como o chinês Xangai Composto, que caiu 0,03%, a 3.445,55 pontos, enquanto o sul-coreano Kospi recuou 0,64% em Seul, a 3.047,50 pontos, e o Taiex se desvalorizou 0,60% em Taiwan, a 16.215,82 pontos.

As exceções foram o Hang Seng, que garantiu ligeira alta de 0,02% em Hong Kong, a 29.034,12 pontos, e o Shenzhen Composto, índice chinês de menor abrangência que subiu 0,99%, a 2.218,26 pontos.

Na Oceania, a bolsa australiana ficou no vermelho, com baixa de 0,47% do S&P/ASX 200 em Sydney, a 6.795,20 pontos.

O clima na região asiática e do Pacífico foi de prudência antes do anúncio do Fed, que será às 15h (de Brasília). Não há expectativa de mudanças na atual política ultra-acomodatícia, mas o BC americano irá divulgar novas projeções econômicas e uma perspectiva para a trajetória de suas taxas de juros. Diante do pacote fiscal de US$ 1,9 trilhão recém-aprovado no Congresso americano, o Fed poderá elevar sua previsão para o crescimento dos EUA neste ano.

Além disso, o presidente do Fed, Jerome Powell, deverá tentar convencer os mercados financeiros de que a instituição pode continuar dando apoio à economia sem com que a inflação dispare. Temores sobre pressões inflacionárias impulsionaram os rendimentos dos Treasuries, assim como de bônus europeus e asiáticos nas últimas semanas, prejudicando a demanda por ações.

Ainda nesta semana, o Banco da Inglaterra (BoE) e o Banco do Japão (BoJ) também irão revisar suas políticas monetárias, amanhã e sexta-feira, respectivamente.