Fernanda Nechio deixa diretoria do BC; Fernanda Guardado é indicada ao cargo

Guardado, que tem PhD em Economia pela PUC-Rio, ainda terá que passar pela aprovação do Senado, onde deve ser sabatinada na Comissão de Assuntos Econômicos

Por Isabel Versiani, da Reuters
18 de março de 2021 às 19:08
Pessoa caminha em frente a letreiro do Banco Central
Foto: Bruno Rocha/Fotoarena/Estadão Conteúdo

O Banco Central informou nesta quinta-feira (18) que a economista Fernanda Nechio deixará o cargo de diretora de Assuntos Internacionais da autarquia, por razões pessoais, e deverá ser substituída por Fernanda Guardado, hoje economista-chefe do Banco Bocom BBM.

O nome de Guardado, que tem PhD em Economia pela PUC-Rio, ainda terá que passar pela aprovação do Senado, onde deve ser sabatinada na Comissão de Assuntos Econômicos.

"Nechio deixará suas funções após a próxima reunião do Copom, em 4 e 5 de maio, ou antes dessa data, caso sua substituta seja aprovada pelo Senado Federal e nomeada pelo senhor Presidente da República antes de 4 de maio", disse o BC em nota.

Nechio foi a quarta mulher a compor a diretoria do BC na história do banco, onde estava desde julho de 2019, indicada pelo presidente da autarquia, Roberto Campos Neto.

No cargo, Nechio tinha entre suas atribuições tocar ações relacionadas à sustentabilidade da Agenda BC#, que reúne as iniciativas prioritárias do BC.