Depreciação do real favorece leilão de aeroportos, avalia economista da Abdib

Diretor de planejamento e economia da Abdib, Igor Rocha disse à CNN leilão de aeroportos da Infra Week foi boa oportunidade de atrair capital estrangeiro

Produzido por Vinícius Tadeu* e Thiago Felix, da CNN, em São Paulo
07 de abril de 2021 às 14:49

O leilão do governo federal para conceder 22 aeroportos à iniciativa privada por até 30 anos foi uma boa oportunidade de atração de investimentos estrangeiros para o país, avalia Igor Rocha, diretor de planejamento e economia da Abdib (Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base) em entrevista à CNN.

Segundo ele, a desvalorização do real ante o dólar contribui para o cenário favorável de negociações externas. "O câmbio ajuda. Devido à depreciação da moeda, o Brasil está barato para esse tipo de investimento feito por investidores e empresas externas", afirmou Rocha, em entrevista nesta quarta-feira (7).

Ele explicou que investidores de fora do Brasil olham para três pontos principais na hora de participar de leilões como o ocorrido na Infra Week: o retorno do projeto, a regulação daquele setor que se está querendo investir e a segurança jurídica do país.

Moedas de real
Câmbio favorece investimento estrangeiro em infraestrutura brasileira
Foto: REUTERS/Bruno Domingos

"O Brasil precisa de investimentos em infraestrutura. Nós temos gargalos históricos, não dá pra esperar mais. A despeito da pandemia, investimentos em estrutura são de longo prazo. Então, o investidor internacional está olhando para um prazo de 30 anos, não para crise atual ou para o governo de agora ou anterior", disse Rocha.

"Sem dúvida vemos em todo essa gama de investidores apetite pelo portfólio de projetos que estão sendo colocados para leilão e com certeza nos próximos a gente deverá também ter sucesso, tal qual obteve hoje", completou.

(*supervisionado por Jorge Fernando Rodrigues)