Opine: é melhor investir em imóveis ou em fundos imobiliários?

Confira as opiniões de Cyro Náufel, diretor do Grupo Lopes, e de Alexandre Machado, sócio-fundador da Hedge Investments, e diga se você concorda ou discorda

Do CNN Brasil Business, em São Paulo
13 de abril de 2021 às 10:23 | Atualizado 13 de abril de 2021 às 10:24
O Grande Debate - Investimentos
Foto: Arte/CNN

 

Muita gente tenta proteger o dinheiro investindo em imóveis. E não são só os empreendimentos de tijolo que são uma opção. O Brasil vive um boom dos fundos imobiliários, que já têm mais de 2 milhão de investidores.

Mas qual é a melhor opção de investimento: a solidez de um imóvel ou a agilidade de um fundo imobiliário? Confira as opiniões de Cyro Náufel, diretor do Grupo Lopes, e de Alexandre Machado, sócio-fundador e gestor da Hedge Investments, e diga se você concorda ou discorda.

"Investir em imóveis tem a ver com a solidez que esses investimentos representam. É um investimento que não pode ser confiscado nem congelado, além de ter um potencial de valorização muito grande ao longo do tempo."

Cyro Náufel, diretor do Grupo Lopes

 

 

"Além da segurança, os fundos imobiliários são mais sofisticados, pois combinam o investimento em ativo real — que proporciona esse potencial de valorização que o imóvel traz — com a liquidez de um instrumento negociado em bolsa."

Alexandre Machado, sócio-fundador e gestor da Hedge Investments

 

 

"Investimento em imóvel tem de ser de médio a longo prazo. Então, a ideia de liquidez é diferente da dos fundos imobiliários."

Cyro Náufel, diretor do Grupo Lopes

 

 

"A pessoa física conta com um benefício tributário importante: todo o rendimento que o investidor recebe do fundo imobiliário em forma de dividendos é isento de imposto de renda."

Alexandre Machado, sócio-fundador e gestor da Hedge Investments

 

 (Texto publicado por Natália Flach)