China fala em 'especulação excessiva' de commodities e que vai punir monopólios

Os preços de várias commodities vêm subindo fortemente à medida que a economia global se recupera com a remoção gradual de lockdowns motivados pela pandemia

Sergio Caldas, do Estadão Conteúdo
24 de maio de 2021 às 09:40 | Atualizado 24 de maio de 2021 às 10:17
Bandeira da China
Bandeira da China
Foto: Divulgação / Pixabay

A Comissão de Reforma e Desenvolvimento (NDRC, pela sigla em inglês) da China alertou, nesta segunda-feira (24), que irá "punir severamente" monopólios de commodities, por avaliar que a recente alta nos preços se deve a "especulação excessiva". Em reação, os contratos futuros de minério de ferro negociado na bolsa chinesa de Dalian sofreram um tombo de 6,5% no começo da madrugada.

Nos últimos meses, os preços de várias commodities vêm subindo fortemente à medida que a economia global se recupera com a remoção gradual de lockdowns motivados pela pandemia de Covid-19.

Segundo reportagem da TV estatal chinesa CCTV, a NDRC afirmou nesta segunda-feira que vai fortalecer esforços conjuntos para monitorar os mercados de commodities e adotar uma política de "tolerância zero" para quaisquer violações da lei. O órgão também prometeu verificar operações "anormais" e "especulação maliciosa".