Presidente da Previ renuncia, após três anos à frente do fundo de pensão do BB

A saída de José Maurício Pereira Coelho passa a ter efeito em 14 de junho

Natália Flach, do CNN Brasil Business, em São Paulo
25 de maio de 2021 às 17:12
Prédio do Banco do Brasil
Prédio do Banco do Brasil (29.out.2019)
Foto: Adriano Machado/Reuters

 

Após quase três anos no cargo, José Maurício Pereira Coelho deixa a presidência da Previ, fundo de pensão de quase 200 mil funcionários do Banco do Brasil. A saída passa a ter efeito em 14 de junho. A entidade divulgou a renúncia em seu site oficial.

Trata-se de mais uma baixa no quadro de altos executivos do Banco do Brasil, que, nos últimos anos, deu adeus a dois presidentes: Rubem Novaes e André Brandão.

Durante a sua gestão, Pereira Coelho conseguiu reverter o déficit de 2017 em apenas seis meses de trabalho. Os anos seguintes foram de superávits para o principal plano da Previ, o Plano 1, que atualmente tem mais de R$ 230 bilhões em ativos, de acordo com a entidade.

Em 2020, o resultado acumulado do plano foi positivo em R$ 13,9 bilhões. A prévia até o mês de abril de 2021 mostra um aumento de R$ 20 bilhões nesse superávit, o maior acumulado desde 2013.

Pereira Coelho também liderou a criação de um novo plano, o Previ Família, que alcançou mais de R$ 70 milhões em ativos.