Desbancado por algumas horas, Jeff Bezos volta a ser pessoa mais rica do mundo

CEO da Amazon foi ultrapassado por dono da Louis Vuitton, mas voltou ao topo com alta das ações da empresa nesta segunda-feira

Estadão Conteúdo
24 de maio de 2021 às 21:54 | Atualizado 24 de maio de 2021 às 21:58
Jeff Bezos (06 fev 2021)
Jeff Bezos (06 fev 2021)
Foto: Reprodução / CNN

Desbancado na manhã desta segunda-feira, 24, do posto de pessoa mais rica do mundo pelo bilionário francês Bernard Arnault, dono da Louis Vuitton, Jeff Bezos, fundador da Amazon, voltou para o primeiro lugar ainda hoje, após as ações da empresa subirem na Bolsa de Nova York. Ele acumula agora uma fortuna de US$ 188,4 bilhões, um pouco acima dos US$ 187,3 bilhões do magnata francês, segundo informações da revista Forbes.

Os dois bilionários brigavam pelo primeiro lugar desde o final de semana, chegando a ficar empatados. No entanto, logo pela manhã de hoje, o impasse foi resolvido quando as ações da LVMH (Louis Vuitton Moët Hennessy), que também inclui as marcas Fendi, Christian Dior e Givenchy subirem quase 1% na Bolsa de Paris, ampliando a fortuna de Arnault em US$ 1,7 bilhão.

Essa foi a primeira vez que um europeu ficou no topo da lista da Forbes desde outubro de 2015, quando o espanhol Amancio Ortega, cujo grupo Inditex é mais conhecido por sua rede Zara, ultrapassou Bill Gates, ficando no primeiro lugar do ranking.

O acontecimento, porém, durou pouco tempo. A alta de 1,31% das ações da Amazon no índice americano Nasdaq, principalmente após o jornal The Wall Street Journal informar que a empresa deverá adquirir o estúdio MGM por cerca de US$ 9 bilhões, voltou a colocar Bezos no topo da lista de mais rico.

Apesar disso, Arnault ainda está na frente de Elon Musk, que até pouco tempo atrás, duelava com Bezos pelo título de pessoa mais rica do mundo. Atualmente, a fortuna do dono da Tesla está avaliada em US$ 150,8 bilhões. Em janeiro, Musk também chegou a ultrapassar o dono da Amazon nos dias 8, 12 e 14, mas ele retomou o posto de maior fortuna do mundo já no dia 15 do mesmo mês.

O magnata francês também já ocupou o posto de pessoa mais rica do mundo em outras ocasiões. Na última sexta-feira, 21, ele chegou a ficar US$ 100 milhões acima de Bezos, mas também perdeu a posição. Em 2019 ele assumiu o posto pela primeira vez, mas foi derrubado pelo ganho dos papéis da Amazon.

Ainda segundo a revista, o patrimônio de Arnault passou de US$ 76 bilhões em março de 2020 para US$ 186,2 bilhões, um aumento de mais de US$ 110 bilhões em pouco mais de um ano. O mesmo ocorreu com Bezos, cuja fortuna também cresceu US$ 75 bilhões no período. Em agosto do ano passado e no final de abril deste ano, a fortuna do fundador da Amazon bateu nos US$ 200 bilhões. Ele foi a primeira pessoa a conseguir o feito.