Dólar perde força após ata do Fed, mas fecha em alta; Ibovespa sobe

Investidores continuam de olho na CPI da Pandemia, nas reformas tributária e administrativa e na privatização dos Correios

Matheus Prado, do CNN Brasil Business, em São Paulo*
07 de julho de 2021 às 09:16 | Atualizado 07 de julho de 2021 às 17:26
arte business mercado
Foto: CNN

O dólar fechou em alta de 0,6% ante o real, negociado a R$ 5,24 nesta quarta-feira (7). O movimento de valorização da moeda norte-americana era mais intenso antes da divulgação da ata da última reunião do Federal Reserve, que amenizou receios sobre uma antecipação no processo de redução de estímulos monetários nos Estados Unidos. O dólar chegou a tocar os R$ 5,27 nesta quarta. 

Na B3, o Ibovespa recuperou parte das perdas da semana subindo 1,54%, para 127.018 pontos. 

As atenções do investidor local seguem voltadas para Brasília, onde a CPI da Pandemia ouviu o ex-servidor do Ministério da Saúde Roberto Dias. Ele é acusado de pedir propina de US$ 1 por vacina em negociação com Luiz Paulo Dominghetti.

Também na capital federal, há outras pautas em curso como o avanço da reforma tributária e a privatização dos Correios.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, participou de audiência na Câmara dos Deputados sobre a reforma administrativa, que quer mexer nas regras do funcionalismo público no Brasil. 

Lá fora

Os índices acionários norte-americanos avançaram nesta quarta-feira, após a ata da última reunião do Federal Reserve mostrar que autoridades do banco central dos Estados Unidos estão divididas em relação aos sinais da economia.

O Dow Jones fechou em alta de 0,3%, a 34.681 pontos, enquanto o S&P 500 subiu 0,34%, a 4.358 pontos, e o Nasdaq teve variação positiva de 0,01%, a 14.665 pontos.

As bolsas da Ásia e do Pacífico fecharam sem direção única. O índice acionário japonês Nikkei caiu 0,96% em Tóquio hoje, a 28.366,95 pontos, enquanto o Hang Seng recuou 0,40% em Hong Kong, a 27.960,62 pontos, o Kospi se desvalorizou 0,60% em Seul, a 3.285,34 pontos, em meio a um novo salto nos casos de Covid-19 na Coreia do Sul, e o Taiex registrou queda de 0,35% em Taiwan, a 17.850,69 pontos.

Por outro lado, os mercados da China continental tiveram um pregão positivo, impulsionados por ações do setor industrial. O Xangai Composto subiu 0,66%, a 3.553,72 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto avançou 1,68%, a 2.446,99 pontos.

Na Oceania, a bolsa australiana também ficou no azul, embora Sydney tenha estendido em uma semana o atual lockdown motivado pela covid-19. O S&P/ASX 200 teve ganho de 0,90%, a 7.326,90 pontos.

*Com informações de Reuters e Estadão Conteúdo