'A reforma está toda certa. A dose é que estava errada', afirma Guedes à CNN

As mudanças vieram após um grupo de mais de 120 entidades do setor empresarial ter reclamado, em uma carta ao presidente da Câmara, Arthur Lira

Basília Rodrigues
Por Basília Rodrigues, CNN  
14 de julho de 2021 às 13:52 | Atualizado 14 de julho de 2021 às 15:38
Ministro da Economia, Paulo Guedes
Ministro da Economia, Paulo Guedes
Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino/File Photo

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou à CNN que a reforma tributária está toda certa, mas, segundo ele, a dose, quanto a tributação de empresas e dividendos, estava errada. Na terça-feira (13), o relator Celso Sabino apresentou ajustes no texto. Guedes enfatizou que, nem por isso, a reforma estava errada.

"Os princípios da reforma estão mantidos, o que houve foi um cálculo super conservador da Receita. Erramos a dose. Queremos tributar dividendos, e não as empresas. O Brasil taxa demais as empresas e de menos os empresários. Os princípios estão mantidos, queremos realmente reduzir impostos", disse à coluna.

As mudanças vieram após um grupo de mais de 120 entidades do setor empresarial ter reclamado, em uma carta ao presidente da Câmara, Arthur Lira. Para Guedes, "foi bom" o setor empresarial ter se posicionado.