Japão: condições econômicas permanecem graves devido ao impacto da pandemia

O governo japonês divulgará uma estimativa preliminar para o PIB do segundo trimestre em 16 de agosto

Daniel Leussink, da Reuters
19 de julho de 2021 às 10:22
Sede do banco central do Japão em Tóquio, May 22, 2020
Foto: REUTERS/Kim Kyung-Hoon

O Japão manteve a avaliação geral de sua economia pelo segundo mês consecutivo em julho, preservando a visão de que as condições permanecem graves devido ao impacto da pandemia de coronavírus.

Em um relatório mensal aprovado pelo gabinete do primeiro-ministro, Yoshihide Suga, nesta segunda-feira (19), o governo disse que toda a atenção deve ser dada à forma como as tendências de infecção por coronavírus estão afetando a economia doméstica, bem como as do exterior.

"A economia mostra fraqueza crescente em algumas partes, embora continue melhorando em meio a condições severas devido ao coronavírus", disse o governo em sua avaliação das condições econômicas de julho.

As autoridades mantiveram sua visão sobre componentes econômicos importantes, como o consumo privado - que responde por mais da metade do Produto Interno Bruto (PIB) - assim como exportações e produção.

O governo japonês divulgará uma estimativa preliminar para o PIB do segundo trimestre em 16 de agosto.