Bancos centrais planejam adicionar moeda chinesa nas reservas cambiais

Em nítido contraste com o iuan, 20% dos bancos centrais planejam reduzir suas carteiras em dólares dos Estados Unidos nos próximos 12 a 24 meses

Marc Jones, da Reuters
21 de julho de 2021 às 11:10
Notas de iuan
Notas de iuan
Foto: REUTERS/Nicky Loh

O iuan chinês está em vias de se tornar uma parte muito mais influente do sistema financeiro mundial, com quase um terço dos bancos centrais planejando adicionar a moeda a seus ativos de reserva, mostrou uma pesquisa nesta quarta-feira (21).

A pesquisa 'Investidores Públicos Globais', publicada anualmente pelo instituto OMFIF, com sede em Londres, mostrou que 30% dos bancos centrais planejam aumentar as posições em iuanes nos próximos 12 a 24 meses, em comparação com apenas 10% no ano passado.

Outras descobertas notáveis do relatório mostraram que 75% dos bancos centrais agora pensam que a política monetária está exercendo influência excessiva nos mercados financeiros, embora apenas 42% achem que essas políticas precisam ser ativamente reconsideradas.

Em nítido contraste com o iuan, 20% dos bancos centrais planejam reduzir suas carteiras em dólares dos Estados Unidos nos próximos 12 a 24 meses, 18% planejam reduzir suas participações em euros e 14% querem cortar suas posições em dívida soberana da zona do euro.