‘A passos lentos’: Donos de academias falam sobre retorno às atividades

Empresários do setor falam como trabalham para voltar

Da CNN

Ouvir notícia

 

A volta gradual do comércio tem animado também o setor de academias. O governador João Doria (PSDB) anunciou na semana passada a antecipação da reabertura de cinemas, teatros, academias e eventos de negócios em São Paulo.

Em entrevista à CNN na manhã desta quarta-feira (8), Cristiano Parente, dono da da rede Koatch Academia e Luiz Carlos Urquiza, CEO da BodyTech avaliaram as adaptações do setor para a retomada que estar por vir de maneira lenta e gradual. Os empresários afirmaram que apesar dos ‘passos lentos’, retomada é importante para recuperar a confiança dos clientes. 

Leia também:

Máscara reserva, acessório próprio na academia: médico dá dicas para reabertura

‘Expectativa é reabrir as academias o mais rápido possível’, diz Gustavo Borges

“A gente tem um cenário onde a população ficou com medo e vai ter naturalmente uma lentidão no retorno. A maioria das academias não tem uma estrutura financeira que permite ficar muito tempo sem funcionar. Se vamos ter este processo lento de volta, é importante que ocorra. É importante a gente retomar para que os primeiros clientes venham e percebam o quanto é seguro”, disse Parente.

Por sua vez, Urquiza avaliou o cenário econômico do setor e diz que, mesmo com as medidas adotadas durante o período, o impacto nas academias “foi muito brutal”. 

“A pandemia teve um impacto muito relevante no setor das academias e já estamos quase quatro meses sem operação, portanto foi um impacto muito violento. As academias se reinventaram, oferecendo diversos serviços virtuais, tiveram que fazer duras negociações com os locadores, por exemplo. Mas o impacto foi muito brutal e determinante”, afirmou Urquiza. 

Quanto aos cuidados necessários e que deverão ser seguidos a partir de protocolos aprovados pela Prefeitura de São Paulo, ambos avaliaram como positivos e que todas as medidas serão tomadas.

“A gente deve estar com as academias abertas nas próximas semanas, mas é importante ressaltar que existem diversos tipos de academia e cada uma delas tem um protocolo diferente para a retomada. Outro ponto importante é o tipo de trabalho é realizado dentro das unidades, pois existem vários protocolos de treinamento que possibilita a atividade de baixa intensidade”

“Estamos no momento de cuidado para que possamos eleger protocolos absolutamente seguros. É importante esse processo para que o cliente recupere a confiança”, explicou Parente. 

“Todos os clientes deverão fazer um agendamento prévio para frequentar a academia em determinado horário e isso é o que efetivamente garante que as academias possam cumprir rigorosamente o protocolo com de 30% da ocupação”, concluiu o CEO da BodyTech.

Mais Recentes da CNN