Ação da Tesla pode passar para o vermelho em 2021 com queda de bitcoin

Nas negociações pré-mercado nos Estados Unidos, os papéis mostravam declínio de mais de 6%

Foto: Arnd Wiegmann/Reuters

Julien Ponthus,

da Reuters

Ouvir notícia

As ações da Tesla podem passar a mostrar desempenho negativo no acumulado de 2021 nesta terça-feira (23), atingidas pela queda generalizada em ações de tecnologia e declínio do bitcoin, ativo no qual a montadora de carros elétricos recentemente investiu US$ 1,5 bilhão.

Nas negociações pré-mercado nos Estados Unidos, os papéis mostravam declínio de mais de 6%.

A ação da empresa liderada por Elon Musk teve uma rali espetacular desde 2020, que começou com a cotação em cerca de US$ 85,00, chegando a US$ 900  em 25 de janeiro. Até a véspera, quando fechou em baixa de 8,55%, o papel acumulava em 2021 elevação de 2,84%.

Atualmente negociado a cerca de US$ 673 em transações pré-mercado, o papel acumula perda de 25% desde seu pico – percentual acima do nível de 20% que tecnicamente define um mercado em baixa.

O Bitcoin também entrou em um mercado de baixa(ou ‘bear market’ na expressão em inglês), caindo de um pico de US$ 58.354 em 21 de fevereiro para uma mínima perto de US$ 45.000 nesta terça-feira.

Um trader baseado na Alemanha disse que estava “tirando as fichas da mesa” com a Tesla, já que seu investimento de US$ 1,5 bilhão na criptomoeda poderia “sair pela culatra agora”.

Entre os fatores que contribuíram para a alta da ação da Tesla está a crescente demanda institucional e de varejo por investimentos ESG, que consideram também quesitos relacionados o meio ambiente, social e governança.

“Há muitas razões – puramente do ângulo da sustentabilidade – para manter a Tesla, é parte dessa transformação em direção a um modelo de negócios mais sustentável”, disse Valentijn van Nieuwenhuijzen, diretor de investimentos da gestora de ativos NN IP à Reuters na sexta-feira (19).

Ele acrescentou, porém, que a decisão de Elon Musk de investir em bitcoin pode pesar na classificação ESG da Tesla.

O bilionário foi criticado por elogiar o bitcoin antes da compra da criptomoeda pela Tesla.

Analistas do Barclays notaram que houve uma queda nas conversas sobre os fabricantes de carros elétricos no fórum WallStreetBets do Reddit, o que poderia explicar parte da perda de apetite pelas ações.

Outros analistas também alertaram contra o investimento em ações, que continua sendo uma das mais caras do índice S&P 500, com 163 vezes seus ganhos futuros de 12 meses.

Mais Recentes da CNN