Ação rápida para conter inflação pode quebrar economia, diz membro do BCE

Com a inflação na zona do euro num pico recorde de 7,5%, o BCE está cada vez mais sob pressão para apertar a política monetária

"As taxas de crescimento trimestrais serão muito baixas neste ano", disse Panetta em discurso
"As taxas de crescimento trimestrais serão muito baixas neste ano", disse Panetta em discurso 11/02/2022. REUTERS/Dado Ruvic/Ilustration

da Reuters

Ouvir notícia

As taxas de crescimento na zona do euro podem cair em território negativo neste ano, e um aperto da política monetária pelo Banco Central Europeu para reduzir a inflação no curto prazo leva ao risco de quebrar a economia, disse o membro do conselho do BCE Fabio Panetta nesta quarta-feira (6).

Com a inflação na zona do euro num pico recorde de 7,5%, o BCE está cada vez mais sob pressão para apertar a política monetária, ainda que a maior parte do rápido crescimento dos preços seja reflexo dos altos custos de energia, que estão em grande parte fora do controle do banco.

Em vez disso, Panetta disse que os governos europeus devem ajudar as famílias mais vulneráveis e financiar em conjunto o que provavelmente será um afastamento oneroso da energia russa.

“As taxas de crescimento trimestrais serão muito baixas neste ano”, disse Panetta em discurso. “O impacto adverso da guerra pode levá-las a território negativo e produzir efeitos mais duradouros.”

Panetta argumentou que os preços do petróleo e do gás permanecerão altos por mais tempo, enquanto os preços dos alimentos também podem subir mais, e por isso seria muito caro para o BCE reduzir a inflação corrente ao mesmo tempo em que as expectativas de médio prazo permanecem em torno de sua meta.

Mais Recentes da CNN