Ações da Oi sobem 19% após aprovação da venda da Oi Móvel no Cade

No fechamento desta quarta-feira, os papéis caíram 1,70%, a R$ 1,73

Oi está em recuperação judicial desde 2016
Oi está em recuperação judicial desde 2016 ITACI BATISTA

Artur Nicocelido CNN Brasil Business

Ouvir notícia

Os papéis da Oi subiram 19%, nesta quarta-feira (9), com o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) aprovando a compra da Oi Móvel pelas operadoras TIM, Telefônica Brasil e Claro.

Em decisão dividida, que contou com o chamado “voto de qualidade” do presidente da casa. O julgamento terminou empatado por 3 a 3, e o presidente do Cade, Alexandre Cordeiro Macedo, acabou votando mais uma vez à favor da operação.

Entre às 12h e 14h, horário de Brasília, as ações da Oi chegaram a cair mais de 20%, quando o relator do caso, Luis Henrique Bertolino Braido, votou contra a transação de R$ 16,5 bilhões acertada no final de 2020. Mas passaram a se recuperar às 15h30, após a aprovação do Cade.

Ainda nesta quarta-feira, os seis conselheiros do Tribunal do Cade também aprovaram por unanimidade requerimento do Ministério Público Federal pela abertura de inquérito administrativo para investigar a conduta das empresas numa eventual promoção de “prática anticompetitiva” por ocasião do anúncio de acordo para a divisão dos ativos da quarta maior operadora de telefonia móvel do país.

A Oi está em recuperação judicial desde 2016 e o juiz deu prazo até o fim de março para concluir o processo. Três conselheiros do Cade, incluindo o relator Luis Henrique Braido, entenderam que as partes não comprovaram riscos de danos ao mercado se a Oi vier a falir diante de uma rejeição da venda dos ativos móveis – uma das principais partes do plano de recuperação da empresa.

Mas prevaleceu a tese de que o colapso da operadora, que é fornecedora de serviços de telecomunicação para múltiplas instâncias da União, poderia prejudicar o mercado e reforçar a dominância das outras três operadoras.

O entendimento ocorreu apesar da possibilidade de que o espectro utilizado pela Oi Móvel poder ser devolvido para a realização de um leilão com interessados.

No fechamento desta quarta-feira, os papéis caíram 1,70%, a R$ 1,73.

*Com Reuters

 

Mais Recentes da CNN