Ações de commodities impulsionam bolsas da Europa, com China no radar

Investidores esperam mais estímulos no mercado chinês, grande importador de produtos agropecuários e minerais

Índice pan-europeu STOXX 600 fechou em alta de 0,65%
Índice pan-europeu STOXX 600 fechou em alta de 0,65% Ralph Orlowski/Reuters

Anisha SircarAmbar Warrickda Reuters

Ouvir notícia

As ações europeias fecharam em alta nesta quarta-feira (12), sustentadas por papéis ligados a commodities, que avançaram na expectativa de mais estímulo na China, grande importadora, enquanto o alívio nos rendimentos dos títulos tirou a pressão do setor de tecnologia.

O índice de ações pan-europeu STOXX 600 fechou em alta de 0,65%, a 486,20 pontos, com os setores de recursos básicos e energia em alta de 3,2% e 2,3% respectivamente.

Os preços de commodities subiram depois que dados mais fracos que o esperado de inflação ao produtor na China mostraram mais espaço para afrouxamento monetário, o que deve levar o banco central a liberar mais dinheiro na economia.

As apostas em um aperto rápido da política monetária nos Estados Unidos diminuíram depois que o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, disse que pode levar vários meses para tomar uma decisão sobre reduzir a carteira de US$ 9 trilhões do banco central norte-americano.

Dados de inflação nos Estados Unidos para dezembro também vieram em linha com as expectativas, embora a taxa anual esteja em torno de máximas de 40 anos.

Os rendimentos dos títulos em ambos os lados do Atlântico recuaram, permitindo que as ações de tecnologia ampliassem a recuperação para um segundo dia. O setor avançou 1,5%.

Em Londres, o índice Financial Times avançou 0,81%, a 7.551,72 pontos. Já em Frankfurt, o índice DAX subiu 0,43%, a 16.010,32 pontos.

O índice CAC-40, de Paris, ganhou 0,75%, a 7.237,19 pontos, enquanto o índice Ftse/Mib, de Milão, teve valorização de 0,65%, a 27.714,26 pontos.

Em Madri, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,16%, a 8.770,30 pontos, e em Lisboa, o índice PSI20 valorizou-se 0,40%, a 5.663,98 pontos.

Mais Recentes da CNN