Ações de tecnologia impulsionam Nasdaq a máxima recorde

Expectativas de que o Fed mantenha estímulos por mais tempo beneficiam empresas de tecnologia

Nasdaq é beneficiada por otimismo em relação a estímulos
Nasdaq é beneficiada por otimismo em relação a estímulos REUTERS/Brendan McDermid

Shashank Nayarda Reuters

Ouvir notícia

O índice Nasdaq atingiu uma máxima recorde nesta quarta-feira (1), com as ações de tecnologia – de perfil de alto crescimento – na liderança depois de dados mais fracos do que o esperado sobre a criação de vagas no setor privado dos Estados Unidos elevarem esperanças de apoio do Federal Reserve por mais tempo.

Os papéis de tecnologia, que tendem a se beneficiar de um ambiente de juros baixos, subiam 0,7%, enquanto o setor de serviços públicos – considerado “proxy” para o mercado de renda fixa – avançava 1,2%.

A Apple saltava 1,9%, a máximas recordes, enquanto Microsoft, Google, Amazon e Netflix subiam cerca de 1%.

O relatório de emprego da ADP – publicado antes de dados mais abrangentes do mercado de trabalho na sexta-feira (3) – mostrou que os empregadores privados dos EUA contrataram muito menos trabalhadores do que o esperado para agosto.

“Se virmos (a criação de) empregos desacelerando na sexta-feira, o Fed provavelmente não indicará nenhuma redução de estímulos até que os empregos estejam de volta aos trilhos”, disse Sam Stovall, estrategista-chefe de investimentos da CFRA.

Os principais índices de Wall Street têm renovado picos recordes recentemente, com o S&P 500, tido como referência para o mercado acionário dos EUA, registrando sólido ganho mensal de 2,9% em agosto, conforme investidores deixaram de lado riscos representados pelo coronavírus e apostaram na mantenção da postura acomodatícia da política monetária do Fed.

Às 12h03, no horário de Brasília, o índice Dow Jones caía 0,11%, a 35.320 pontos, enquanto o S&P 500 ganhava 0,20%, a 4.532 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançava 0,68%, a 15.363 pontos.

Mais Recentes da CNN