Ações europeias fecham em alta e se recuperam de mínimas em 2 meses

Índice pan-europeu STOXX 600 fechou em alta de 0,68%, a 420,29 pontos

Bolsa em Frankfurt
Bolsa em Frankfurt Reuters

Sruthi ShankarShreyashi Sanyalda Reuters

Ouvir notícia

As ações europeias tiveram alta em relação a mínimas em dois meses nesta terça-feira (10), conforme caçadores de pechinchas voltaram a comprar papéis combalidos após uma forte liquidação, decorrente de preocupações com uma acentuada desaceleração no crescimento econômico global.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em alta de 0,68%, a 420,29 pontos, com quase todos os setores em território positivo.

As ações globais têm sido prejudicadas em maio, com papéis de alto crescimento sofrendo o impacto de temores de que os principais bancos centrais aumentarão agressivamente as taxas de juros para conter a inflação. Em Wall Street, o índice de tecnologia Nasdaq caiu mais de 4% na sessão anterior.

O STOXX 600 cai 6,7% em maio, à medida que lockdowns contra a Covid-19 na China, a guerra na Ucrânia e preocupações com aumentos mais rápidos dos juros ofuscam uma temporada de balanços trimestrais promissora.

Autoridades do Banco Central Europeu também se tornaram mais vocais sobre a normalização mais rápida da política monetária, conforme a inflação atinge recordes na zona do euro.

  • Em Londres, o índice Financial Times avançou 0,37%, a 7.243,22 pontos;
  • Em Frankfurt, o índice DAX subiu 1,15%, a 13.534,74 pontos;
  • Em Paris, o índice CAC-40 ganhou 0,51%, a 6.116,91 pontos;
  • Em Milão, o índice Ftse/Mib teve valorização de 1,04%, a 23.069,78 pontos;
  • Em Madri, o índice Ibex-35 ficou em 8.139,20 pontos;
  • Em Lisboa, o índice PSI20 valorizou-se 1,12%, a 5.721,02 pontos.

Mais Recentes da CNN