Ações europeias sobem mais de 1% com alívio na China e previsões empresariais

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em alta de 1,22%, a 438,97 pontos, e um salto no setor de mineração liderou os ganhos

Salão da Bolsa de Valores de Frankfurt
Salão da Bolsa de Valores de Frankfurt 11/05/2022REUTERS

Da Reuters

Ouvir notícia

As ações europeias fecharam em alta nesta terça-feira (17), na esperança de que a demanda na China possa ser mantida, com expectativa de que as autoridades relaxem as restrições contra a Covid-19, enquanto investidores também comemoraram previsões otimistas de balanços.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em alta de 1,22%, a 438,97 pontos, e um salto no setor de mineração liderou os ganhos. Papéis bancários e industriais também estavam entre os que deram o maior impulso ao índice principal.

O apetite por risco aumentou nesta terça-feira, depois que Xangai atingiu o tão esperado marco de três dias consecutivos sem novos casos de Covid-19 fora das zonas de quarentena, o que pode levar ao início do encerramento das restrições.

“Os mercados estão obcecados com o que está acontecendo na China e, essencialmente, esse é o principal catalisador”, disse Keith Temperton, operador de vendas da Forte Securities

Os mercados têm sofrido forte volatilidade. O índice de referência regional atingiu mínimas em dois meses na semana passada, mas desde então subiu quase 5%. No ano, a queda é de cerca de 10%.

Em Londres, o índice Financial Times avançou 0,72%, a 7.518,35 pontos.

Em Frankfurt, o índice DAX subiu 1,59%, a 14.185,94 pontos.

Em Paris, o índice CAC-40 ganhou 1,30%, a 6.430,19 pontos.

Em Milão, o índice Ftse/Mib teve valorização de 1,12%, a 24.301,65 pontos.

Em Madri, o índice Ibex-35 registrou alta de 1,46%, a 8.475,70 pontos.

Em Lisboa, o índice PSI20 valorizou-se 1,61%, a 5.834,03 pontos.

Mais Recentes da CNN