Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ações europeias tocam picos após China afrouxar restrições contra Covid-19

    Índice pan-europeu STOXX 600 fechou em alta de 0,52%, a 415,09 pontos, mas caiu das máximas da sessão após bolsas dos EUA devolverem ganhos iniciais

    Bolsa em Frankfurt
    Bolsa em Frankfurt Reuters

    Devik JainSusan Mathewda Reuters

    Ouvir notícia

    As ações europeias fecharam em máximas em duas semanas nesta segunda-feira (27), impulsionadas pelo setor de mineração uma vez que a flexibilização das restrições contra a Covid-19 na China melhorou o sentimento global.

    Já as ações da Prosus avançaram diante dos planos da empresa holandesa de reduzir sua participação na Tencent. O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em alta de 0,52%, a 415,09 pontos, mas caiu das máximas da sessão após Wall Street devolver ganhos iniciais e mostrar dificuldades para encontrar uma direção com investidores realizando lucros.

    Pequim e Xangai aliviaram mais restrições contra a Covid-19. Xangai declarou vitória sobre a propagação da doença, o que amenizou algumas preocupações sobre impactos no crescimento da segunda maior economia do mundo.

    “As boas notícias da China são boas notícias para todos porque podem aliviar a pressão sobre as cadeias de abastecimento e ajudar a reduzir os problemas de inflação”, disse Ipek Ozkardeskaya, analista sênior do Swissquote Bank.

    Os papéis de mineração saltaram 1,8% para liderar os ganhos entre os setores, enquanto o setores industrial e de saúde deram os maiores impulsos para o índice pan-regional.

    A Prosus NV saltou 15,7% depois que a investidora em tecnologia disse que venderá gradualmente sua participação de 28,9% na gigante chinesa de software Tencent, o que equivale a mais de 100 bilhões de dólares a preços atuais. A companhia também anunciou uma recompra de ações.

    • Em Londres, o índice Financial Times avançou 0,69%, a 7.258,32 pontos;
    • Em Frankfurt, o índice DAX subiu 0,52%, a 13.186,07 pontos;
    • Em Paris, o índice CAC-40 perdeu 0,43%, a 6.047,31 pontos;
    • Em Milão, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,86%, a 21.928,81 pontos;
    • Em Madri, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,02%, a 8.242,60 pontos;
    • Em Lisboa, o índice PSI20 valorizou-se 0,41%, a 6.054,94 pontos.

    Mais Recentes da CNN