Advent investe US$ 430 milhões na empresa de pagamentos brasileira Ebanx

Fundada em 2012, a Ebanx se concentra principalmente no processamento de pagamentos na América Latina de clientes de sites globais como o AliExpress

Foto: Reuters/Lee Jae-Won

da Reuters

Ouvir notícia

Os fundos geridos pela Advent International vão investir US$ 430 milhões na empresa de pagamentos brasileira Ebanx, financiando seu crescimento na América Latina antes de uma oferta pública inicial de ações planejada para os próximos meses, disse o presidente-executivo da Ebanx nesta terça-feira (15).

O CEO e cofundador João Del Valle disse que a empresa planeja usar os recursos em aquisições para expandir ainda mais as operações da companhia em países como México, Colômbia e Argentina. A Advent também está comprando uma participação dos investidores existentes da Ebanx.

Os fundos da América Latina, global e de tecnologia da Advent, além da subsidiária Sunley House, estão investindo 400 milhões de dólares na Ebanx neste momento, e a firma de private equity também se comprometeu a investir mais 30 milhões de dólares no futuro IPO da Ebanx nos EUA. A Ebanx deve lançar uma oferta de ações até o no início de 2022, disse Del Valle.

As empresas não divulgaram a avaliação da Ebanx ou o tamanho da participação minoritária adquirida pela Advent.

Fundada em 2012, a Ebanx se concentra principalmente no processamento de pagamentos na América Latina de clientes de sites globais como o AliExpress, do Alibaba, o Airbnb e o serviço de streaming de música Spotify. Globalmente, um de seus pares é a empresa holandesa Adyen NV.

Este ano, a Ebanx deve processar mais de US$ 7 bilhões em volume total de pagamentos (TPV), dobrando em relação a 2020, acrescentou Del Valle.

Como parte do negócio, a Advent vai nomear um conselheiro para a Ebanx, disse Brenno Raiko, diretor-gerente da Advent no Brasil. “Este é o maior cheque da Advent para uma empresa de tecnologia da América Latina”, afirmou.

Além da Advent e dos três fundadores da Ebanx, a FTV Capital também é investidora da Ebanx, que alcançou o status de unicórnio em 2019.

O negócio é o mais recente exemplo de como os aportes em fintechs brasileiras vivem um momento bastante agitado. Na semana passada, o Nubank anunciou uma rodada de financiamento de 750 milhões de dólares, liderada pela Berkshire Hathaway, de Warren Buffett.

Tópicos

Mais Recentes da CNN