Airbnb muda sistema de taxas de olho em anfitriões de grande porte

A nova estrutura de taxas surge no momento em que a plataforma de aluguel de residências com sede nos EUA, se prepara para sua oferta pública inicial

Site do Airbnb, plataforma de aluguel de casas e apartamentos para turismo
Site do Airbnb, plataforma de aluguel de casas e apartamentos para turismo Foto: Divulgação

da Reuters

Ouvir notícia

O Airbnb está exigindo que anfitriões profissionais de fora da América do Norte incluam todas as taxas de serviço no valor mostrado aos hóspedes, uma medida que reflete como as plataformas rivais operam.

O Airbnb exigirá que os anfitriões que usam software de terceiros gerenciem suas reservas para eliminar a “taxa de serviço” paga pelos hóspedes que é tradicionalmente incluída no preço listado. Em vez disso, os hosts pagarão uma taxa padrão de 15%, em vez dos 3% que pagam agora.

Leia também:

Gol registra geração líquida de caixa pela primeira vez desde início da crise
Kalunga visa expandir negócios e pede registro para IPO

Os anfitriões entrevistados pela Reuters disseram que esperam que a maioria aumente seus preços para compensar a taxa maior, sem alterar o valor total para a maioria dos hóspedes e para o Airbnb.

A nova estrutura de taxas surge no momento em que a plataforma de aluguel de residências com sede em San Francisco, nos EUA, se prepara para sua oferta pública inicial nesta semana. O Airbnb disse que os primeiros testes mostram que o preço simplificado ajudou a gerar 17% a mais de reservas.

“Seguindo o feedback dos anfitriões, recentemente introduzimos uma estrutura de taxas simplificada apenas para anfitriões profissionais que se conectam à nossa API em determinados países”, disse o porta-voz do Airbnb, Christopher Nulty. “Nossa estrutura de taxas para anfitriões individuais permanece inalterada.”

O Airbnb se recusou a fazer comentários sobre algumas críticas dos anfitriões sobre a mudança, citando um período de silêncio antes de seu IPO.

O presidente-executivo da plataforma de software de gerenciamento de anúncios, Vincent Breslin, disse que hotéis e administradores profissionais de propriedades pediram a mudança para facilitar a listagem em diferentes plataformas com um mesmo preço.

Mas alguns administradores menores estão preocupados que a mudança possa prejudicá-los se não puderem elevar os preços o suficiente para cobrir o aumento da taxa.

Johnny Buckingham, que administra nove anúncios do Airbnb nos Estados Unidos, disse que não gostaria de aumentar o preço do anúncio para cobrir o aumento da taxa de hospedagem e acredita que o Airbnb está desencorajando os anfitriões de usar um software para anunciar suas propriedades em outras plataformas.

“Eles deixaram sua mensagem clara. Fique exclusivamente conosco ou pague-nos 5x mais”, disse ele.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook

Mais Recentes da CNN