Alemanha sediará reunião de finanças do G7 de 18 a 20 de maio, diz ministro

Seguno o ministro alemão de Finanças, Christian Lindner, inflação e dívida elevada são obstáculos às maiores potências econômicas do mundo

Ministro das Finanças da Alemanha, Christian Lindner
Ministro das Finanças da Alemanha, Christian Lindner 08/09/2017. REUTERS/Morris Mac Matzen

da Reuters

Ouvir notícia

A Alemanha sediará a principal reunião de finanças de sua presidência do Grupo das Sete potências econômicas nos dias 18 a 20 de maio, noticiou o jornal alemão Rheinische Post nesta quarta-feira (26).

“Neste ano, os desafios são particularmente grandes. Estamos vendo inflação e dívida elevada”, disse o ministro das Finanças, Christian Lindner, ao jornal.

“Os países do G7 têm um papel especial como âncoras de estabilidade”, acrescentou. “Nacional e internacionalmente, devemos prestar atenção às finanças públicas sustentáveis”.

Ministros das Finanças e banqueiros centrais dos países do G7 – Estados Unidos, Japão, Alemanha, França, Reino Unido, Itália e Canadá – participarão da reunião em Koenigswinter, perto da cidade alemã Bonn.

A presidente do Banco Central Europeu e autoridades da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) também são esperados na reunião, segundo o jornal.

Lindner disse que a estabilidade fiscal é essencial para fomentar o investimento e a inovação.

“Essa é a única maneira de sairmos da crise em todo o mundo e dominarmos as futuras tarefas de digitalização e proteção climática”, acrescentou.

 

Mais Recentes da CNN