Alimentos pesam e inflação na cidade de São Paulo acelera alta a 1,62% em abril

Alta de 3,38% do grupo Alimentação exerceu o maior peso sobre o resultado do mês

IPC-Fipe mede as variações quadrissemanais dos preços às famílias paulistanas com renda mensal entre 1 e 10 salários mínimos
IPC-Fipe mede as variações quadrissemanais dos preços às famílias paulistanas com renda mensal entre 1 e 10 salários mínimos 11/01/2017REUTERS/Paulo Whitaker

da Reuters

Ouvir notícia

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de São Paulo passou a subir 1,62% em abril após alta de 1,28% em março, com os preços de alimentos pesando com força no índice.

Os dados informados nesta quarta-feira (4) pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) mostram que a alta de 3,38% do grupo Alimentação exerceu o maior peso sobre o resultado do mês, depois de avançarem 2,43% em março.

Também se destacaram os avanços de 2,06% dos Transportes em abril, bem como a alta de 1,71% das Despesas Pessoais, depois de altas respectivamente de 1,68% e 0,96% no mês anterior.

O IPC-Fipe mede as variações quadrissemanais dos preços às famílias paulistanas com renda mensal entre 1 e 10 salários mínimos.

Mais Recentes da CNN