Aluguéis nos feriados de abril no litoral paulista custam entre R$ 275 e R$ 1.950

Pesquisa da Cresci SP analisou os preços dos imóveis ofertados para locação nos feriados da Semana Santa e de Tiradentes

Orla da praia de Santos vista de cima
Orla da praia de Santos vista de cima Divulgação / Prefeitura de Santos

Fabrício Juliãodo CNN Brasil Business

em São Paulo

Ouvir notícia

O Conselho Regional de Corretores de Imóveis de São Paulo (Creci SP) divulgou os preços médios de aluguéis de imóveis no litoral paulista para aqueles que desejam aproveitar os feriados da Semana Santa, dia 15, e de Tiradentes, dia 21, com os pés na areia.

A diária mais cara foi encontrada no litoral norte, pelo valor de R$ 1.950,00 por casas de quatro dormitórios, preço 51,75% maior que os R$ 1.285,00 diários pedidos em 2019, quando o Creci SP fez a última pesquisa no litoral antes da pandemia.

Já o aluguel diário de R$ 275,00 foi o mais barato após pesquisa entre 23 tipos de imóveis disponíveis para locação nos dois feriados prolongados em 23 imobiliárias consultadas pelo Cresci SP.

Esse é o preço médio de casas de um dormitório que permite acomodar até seis pessoas, o que possibilita a cada um dos turistas desembolsar R$ 45,83 por dia, caso o imóvel tenha todos os lugares ocupados.

Os apartamentos de dois dormitórios podem ser alugados por diárias médias de R$ 750,00 no litoral sul, R$ 677,00 em cidades do litoral norte, e por R$ 514,00 no litoral central.

Para famílias maiores e grupos de viajantes, apartamentos de três dormitórios estão sendo ofertados por diárias médias de R$ 1.050,00 no  litoral, R$ 1.000,00 no litoral norte, e R$ 980,00 no litoral central.

Já em relação às casas o litoral norte é o que possui a oferta mais cara. Os domicílios estão sendo cotados em R$ 1.525,00 no Norte, R$ 1.100,00 no Centro e R$ 800,00 no Sul.

A pesquisa apontou que as diárias de 14 dos 21 tipos de imóveis disponíveis para locação que permitem a comparação com os valores de 2019 foram reajustadas, na maioria, em percentuais superiores à variação da inflação registrada entre abril de 2019 e fevereiro de 2022. Pelo IPCA, a inflação acumulada é de 20,04% e pelo INPC, de 21,36%.

Segundo o Cresci SP, o maior reajuste foi o da diária de apartamentos de três dormitórios em cidades do litoral sul, como Praia Grande e Peruíbe, que passou de R$ 401,00 em 2019 para R$ 1.050,00 neste ano — o que corresponde a um aumento de 161,84%.

A única diária que não aumentou, ainda diminuiu um pouco os valores, foi a de casas de dois dormitórios em cidades como Guarujá e Santos, na faixa central do litoral. O preço dos aluguéis baixou 0,66%, caindo de R$ 302,00 para R$ 300,00.

A pesquisa do Creci SP foi feita nas cidades de Caraguatatuba, Ubatuba, São Sebastião, Ilhabela, Santos, São Vicente, Guarujá, Praia Grande, Mongaguá, Itanhaém e Peruíbe.

Período e capacidade

Os donos dos imóveis disseram ao CresciSP que aceitam aluga-los por período mínimo de três dias e máximo de quatro, tanto no feriado da Semana Santa quanto no de Tiradentes.

Já o número de pessoas admitidas varia conforme o tipo de imóvel. Nas casas, são seis pessoas em imóveis com apenas um dormitório, enquanto naqueles com dois dormitórios o limite máximo são de até 8 pessoas.

Casas maiores com três quartos acomodam até 12 pessoas, e aquelas com 4 dormitórios chegam a hospedar até 20 viajantes.

Os proprietários restringem um pouco mais o acesso nos apartamentos: até cinco pessoas nos de um dormitório, até seis nos de dois dormitórios, até 10 nos de três e até 15 nos de quatro.

Cuidado com os imóveis “fantasmas”

Os turistas devem tomar cuidado com golpes esse ano, segundo o presidente do CreciSP, José Augusto Viana Neto.

Ele revelou “grande preocupação” com anúncios falsos publicados em sites, portais e jornais em ocasiões como esta.

“Há o golpe do Pix, da senha roubada pelo entregador e, claro, do anúncio de aluguel de imóvel espetacular por preço inacreditável, mas que na verdade é um ´fantasma´, aquele imóvel dos sonhos que os golpistas inventam para iludir e roubar as pessoas”, alertou.

Vale ressaltar que o CreciSP possui um portal em que se pode checar e confirmar se a pessoa que está oferecendo imóvel para alugar é de fato um corretor de imóveis ou imobiliária, sujeitos à fiscalização e punição eventual do Conselho,

O site também fornece os contatos de imobiliárias e corretores que atuam nas cidades do litoral. Para acessar o endereço o cidadão deve clicar aqui.

Mais Recentes da CNN