American Airlines alerta para queda de 25% na capacidade internacional em 2021

A empresa também descontinuará várias rotas internacionais que antes eram destinos populares, mas agora se espera uma redução na demanda

Boeing 787 da American Airlines
Boeing 787 da American Airlines Foto: American Airlines/Divulgação

Reuters

Ouvir notícia

A American Airlines previu nesta quinta-feira (02) uma queda de 25% em sua capacidade de voos internacionais para o verão do hemisfério norte de 2021, em relação ao mesmo período de 2019, conforme a companhia aérea reduz as operações para lidar com uma queda na demanda de viagens causada pela pandemia de Covid-19.

A empresa também descontinuará várias rotas internacionais que antes eram destinos populares, mas agora se espera uma redução na demanda.

Leia também:
Airbus vai reduzir produção em 40% por 2 anos e deve cortar milhares de empregos
American Airlines busca US$ 3,5 bilhões em novos financiamentos

“Em um esforço para atender à baixa demanda resultante do surto de coronavírus, a companhia aérea realinhará sua rede com o objetivo de melhorar a lucratividade a longo prazo”, afirmou a companhia em comunicado.

A empresa avisou na quarta-feira que tem cerca de 8.000 comissários de bordo e poderia reduzir sua força de trabalho por causa do impacto da pandemia.

Clique aqui e siga a página do CNN Brasil Business no Facebook

Mais Recentes da CNN