Anatel aprova prazo adicional de 60 dias para ativação do 5G nas capitais

Ativação do sinal para uso geral da população deve acontecere até 28 de setembro

A possibilidade de extensão do prazo já era prevista no edital dos lotes de frequências para o 5G
A possibilidade de extensão do prazo já era prevista no edital dos lotes de frequências para o 5G Isac Nóbrega/PR

Circe Bonatelli, do Estadão Conteúdo

Ouvir notícia

O Conselho da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou nesta quinta-feira (2) o pedido de prazo adicional de 60 dias para as operadoras ativarem a internet móvel de quinta geração (5G) nas capitais estaduais.

Pela regra original, o 5G deveria estar disponível nas capitais até 31 de julho. Agora, as operadoras estarão liberadas para concluir a implementação das redes até 29 de agosto, com a ativação do sinal para uso geral da população em até 30 dias a partir daí, portanto, 28 de setembro.

A possibilidade de extensão do prazo já era prevista no edital dos lotes de frequências para o 5G, realizado no fim do ano passado pela Anatel.

A proposta de utilização de uso desse prazo adicional partiu do Grupo de Acompanhamento das Obrigações da Faixa de 3,5 Ghz (Gaispi).

A faixa de 3,5 Ghz está passando por uma limpeza a fim de evitar interferências no tráfego do sinal de 5G com os sinais de TV para antenas parabólicas, que até então usavam o mesmo espaço.

O problema é que as teles relataram demora no recebimento de aparelhos para limpeza da faixa.

Tópicos

Mais Recentes da CNN