Antecipar feriados pode reduzir em R$ 1 bilhão prejuízo no comércio de SP

À CNN, associações comerciais estimam que o prejuízo no comércio é de R$ 500 milhões por dia de feriado na cidade

Roberta Russo,

da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

O comércio da capital paulista pode reduzir em R$ 1 bilhão o prejuízo se dois feriados municipais forem adiantados. A medida foi defendida pelo prefeito Bruno Covas para diminuir a circulação de pessoas na cidade.

O projeto de lei que prevê a antecipação dos feriados municipais de Corpus Christi e Consciência Negra será voltado pelos vereadores nesta segunda-feira (18). Para a Associação Brasileira de Lojistas de Shopping, a antecipação vai ajudar a minimizar os prejuízos estimados no estado de São Paulo em 38 milhões desde o início da quarenta no estado.

De acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), responsável pela estudo, para cada feriado as perdas são estimadas na cidade em R$ 562 milhões.

O economista Fabio Bentes diz que a medida ajuda o comércio, mas não resolve o problema, dado o prejuízo do setor em decorrência da pandemia do novo coronavírus.

Leia também:

Covas anuncia volta do rodízio tradicional e quer antecipar feriados
Mercado financeiro já espera tombo de mais de 5% na economia

O prefeito Bruno Covas pediu para o governo do estado também antecipar o feriado de 9 de julho, dia da Revolução Constitucionalista. Com a antecipação, as datas seriam mantidas, mas sem feriado obrigatório.

Em nota, a Associação Brasileira dos Lojistas de Shopping diz que considera a medida positiva e apoia o projeto. “É fundamental pensarmos juntos medidas para cuidar da saúde e alavancar a economia com equilíbrio, mas com urgência”, diz a nota.

Mais Recentes da CNN